Só na cadeia Lula aprendeu a ler, escrever e rezar

Segundo os devotos que o visitaram em Curitiba, o ex-presidente ficou muito melhor em três meses de gaiola
Por Augusto Nunes
O ex-presidente Lula concede entrevista à AFP, no Instituto Lula, em São Paulo (SP) - 01/03/2018 (Nelson Almeida/AFP)
Informações fornecidas pelos próprios devotos de Lula que o visitaram em Curitiba garantem que a cadeia está fazendo muito bem ao ex-presidente condenado a 12 anos e 1 mês de prisão. Por enquanto, já que outros seis processos estão em curso.
Em três meses de gaiola, por exemplo, Lula aprendeu a ler e já devorou quase 30 livros. Se desse certo o golpe tramado por três patetas fantasiados de deputados federais e um desembargador de araque, teria de interromper a leitura de Guerra e Paz.
Também aprendeu a escrever, e todo santo dia remete a amigos, parentes ou correligionários cartas redigidas sem atentados à língua portuguesa. Aprendeu até a rezar, e hoje não perde a missa das seis transmitida diariamente pela TV Aparecida.
Essa mudança para melhor é um dos dois mais sólidos motivos para manter o chefão na cela que ocupa. O segundo: enquanto passar as horas lendo, escrevendo e rezando, Lula não terá tempo para pensar em coisas que acabarão ampliando seu formidável prontuário. veja

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.