TRAGÉDIA NA ÍNDIA - Estado indiano de Kerala entra em alerta após enchentes deixarem dezenas de mortos

Chuvas torrenciais e deslizamento de terra durante o período de monções assolaram fazendas e motivaram evacuações em massa.
Por Reuters/G1
Equipe de resgate patrulha área inundada do rio Periyar, nos subúrbios de Kochi, Índia, nesta sexta-feira (10). (Foto: Reuters/Sivaram V)
Mais da metade dos 14 distritos do Estado de Kerala, na Índia, foram colocados em alerta, disseram fontes oficiais neste sábado, enquanto o número de mortes de uma das piores enchentes na região chega a 37 pessoas.
Chuvas torrenciais e deslizamento de terra durante o período de monções na Índia, entre junho e setembro, assolaram fazendas e motivaram evacuações maciças no Estado de Kerala.
Plantações em 1.031 hectares foram danificadas, e 37 mil pessoas foram forçadas a se abrigarem em campos de resgate, de acordo com a sala de controle da Autoridade de Administração de Desastres do Estado de Kerala (KSDMA).
Uma fonte oficial disse que oito distritos foram colocados em diferentes níveis de alerta.
Outra fonte governamental afirmou à Reuters que plantações avaliadas em US$ 49,65 milhões, ao redor de 26.824 hectares, foram destruídas pelas chuvas desde que elas começaram, em 29 de maio.
P.H. Kurian, chefe da KSDMA e alto burocrata estatal, afirmou que as chuvas diminuíram.
“Não houve chuva nas áreas de captação dos grandes reservatórios hoje”, disse Kurian. “No entanto, vamos continuar nosso alerta até 15 de agosto.”
O ministro federal do Interior, Rajnath Singh, viajará para o Estado, no próximo domingo, para fazer um balanço das operações de alívio e resgate, acrescentou Kurian.
As autoridades estatais de Kerala tomaram a medida sem precedentes de abrirem comportas de 25 reservatórios de água para evitar rompimento de barragens.
O Estado, que tem 44 rios, testemunhou as piores enchentes em 1924, depois de chuvas torrenciais.
O departamento de meteorologia prevê chuvas fortes até 15 de agosto, Dia da Independência da Índia, também alertando enchentes em áreas baixas da costa. Pescadores foram aconselhados a não se aventurarem no mar.
Apesar das chuvas, dezenas de milhares de hindus ao redor do Estado juntaram-se nas margens dos rios e nas estradas para um ritual em honra de seus antepassados.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.