VIOLÊNCIA: Ex-vereador Professor Galdino é ‘espancado’ no Centro de Curitiba

Candidato a deputado estadual e ex-vereador de Curitiba, Professor Galdino foi agredido na Rua XV de Novembro e ficou inconsciente
Foto: Colaboração/Sandro Pedroso
Candidato a deputado estadual e ex-vereador de Curitiba, Professor Galdino (PSL) foi agredido na Rua XV de Novembro no fim da tarde desta terça-feira (28). Segundo testemunhas, ele teria sido ‘espancado‘ por um grupo de skinheads.
Foto: Colaboração / Sandro Pedroso
De acordo com o irmão do ex-vereador, Edu Galdino, três homens vestidos com roupas “punks ou skinheads” se aproximaram por trás de Galdino sem aviso. “Estavam em três, mas um deles deu uma voadora com os dois pés nas costas dele. Com a violência do golpe, ele caiu com o rosto no chão, bateu a cabeça e chegou a ter convulsão”, contou à reportagem da Tribuna do Paraná.
Segundo Edu Galdino, apenas um dos homens agrediu o candidato. “Os outros ficaram só xingando e fugiram. Ele estava fazendo sua campanha na boa, uma campanha franciscana, honesta, no bom contato corpo a corpo. É um absurdo isso”, reclamou. “Deve ter sido um dos concorrentes invejosos quem pagou esse punk para agredir meu irmão”, acrescentou. O candidato foi atendido por uma ambulância do SAMU e conduzido ao Hospital Evangélico.
O irmão do candidato disse que segundo informações que ele mesmo apurou, Galdino ainda não acordou da pancada. “Ele está respirando, mas ainda não dá para saber se houve lesão ou fraturas mais sérias. Vamos rezar e cuidar do meu irmão. O mais importante é saber o estado de saúde dele para depois pensar o que fazer”., concluiu Edu Galdino.
Em contato com a reportagem no final da noite, Edu Galdino revelou que seu irmão passa bem, que ficará internado e fará uma tomografia nesta quarta-feira (29) para avaliar os danos causados pelo choque de sua cabeça com o chão. A assessoria do candidato confirmou que ele foi encaminhado ao Hospital Evangélico após ser atendido, passou por exames e que a família aguarda os resultados para divulgar novas informações. (tribuna do paraná)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.