Na UTI, Bolsonaro segue estável e sem complicações no pós-operatório

De acordo com boletim divulgado nesta sexta (14/9), o presidenciável retomará fisioterapia, caminhada e exercícios respiratórios
REDES SOCIAIS/DIVULGAÇÃO
INGRED SUHET/METRÓPOLES
Novo boletim divulgado nesta sexta-feira (14/9), pelo Hospital Albert Einstein, revelou que o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro(PSL) “permanece na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em condições clínicas estáveis e sem complicações no período pós-operatório”.
Conforme o comunicado da unidade de saúde, o paciente continua a não apresentar febre ou infecção. O postulante ao Palácio do Planalto mantém uso de analgésicos “para controle da dor”. De acordo com a equipe médica, o presidenciável retomará fisioterapia – caminhada e exercícios respiratórios – nesta sexta.
Quanto à alimentação, Bolsonaro segue em jejum oral e continua a receber nutrientes exclusivamente por via endovenosa.
Atentado
Jair Bolsonaro foi esfaqueado enquanto era carregado por apoiadores, no meio de uma multidão, durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG). O responsável pelo atentado é Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos. Após atacar o político, o agressor foi contido e preso em flagrante. O suspeito alegou ter cometido o ataque “em nome de Deus”. Ele está detido desde sábado (8) em um presídio federal de segurança máxima em Mato Grosso do Sul.
Depois do atentado, Jair Bolsonaro foi levado para a Santa Casa de Misericórdia do município mineiro. Lá, passou por procedimento cirúrgico na região abdominal, onde sofreu a lesão. No dia seguinte, foi encaminhado para o Hospital Albert Einstein para dar continuidade ao tratamento. O militar da reserva ainda deve passar por outra cirurgia de grande porte, para reconstrução do trato intestinal.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.