CRIME EM SALVADOR - Capoerista é morto a facadas após discussão sobre política

Caso aconteceu na madrugada desta segunda-feira (08), no bairro do Engenho Velho de Brotas
O capoeirista e compositor Romualdo Rosário da Costa, 63 anos, conhecido como Moa do Catendê, foi morto a facadas na madrugada desta segunda-feira (08) após uma briga sobre política. Ele estava em um bar perto de casa, no bairro do Engenho Velho de Brotas, quando discutiu com outro homem após se posicionar contra o candidato Jair Bolsonaro. As informações são do CORREIO
Foto: Reprodução/Facebook
O irmão do artista, Germinio do Amor Divino Pereira, 51 anos, também foi ferido no braço durante a confusão e foi levado para o Hospital Geral do Estado (HGE) onde permanece internado. 
O autor do crime foi preso e será apresentado nesta segunda-feira (08) para a imprensa na sede do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). 
Em entrevista ao CORREIO, o irmão das vítimas, Reginaldo Rosário, 68 anos, contou que Moa estava bebendo com ele e com Germino quando o autor do crime começou a defender Bolsonaro. O artista apresentou um posicionamento contrário ao que estava sendo dito e a discussão ficou acalorada.
Ainda de acordo com Reginaldo, o suspeito voltou para casa, retornou com uma faca e rapidamente atacou a vítima pelas costas. "Foi tudo muito rápido", disse.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.