França investiga sumiço de presidente da Interpol na China

Meng Hongwei, presidente da Interpol, em foto de 4 de julho de 2017 (Crédito: Roslan Rahman/AFP)
Ansa
PARIS, 5 OUT (ANSA) – A França anunciou hoje (5) que abriu uma investigação sobre o desaparecimento na China do presidente da Interpol, Meng Hongwei, de 64 anos. Hongwei é chinês, mas reside em Lyon, na França, e desde o dia 29 de setembro não entra em contato com a família, que denunciou o sumiço. Ele estava em viagem pelo seu país natal e é ex-dirigente do Partido Comunista Chinês. Antes de ser eleito à direção da Interpol, em 2016, Meng Hongwei foi vice-ministro na China, responsável pela segurança pública.
A sua nomeação à Interpol chegou a ser criticada por entidades de direitos humanos. Seu mandato termina em 2020. (ANSA)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.