MORRE AOS 91 ANOS, EM BRASILIA, O CARDIOLOGISTA ANDRÉ ESTEVES

O médico realizou o primeiro transplante de coração no Distrito Federal, em 1970
REPRODUÇÃO/YOUTUBE
MARIA EUGÊNIA/METRÓPOLES
O cardiologista André Esteves Lima, 91 anos, morreu nessa segunda-feira (29/10) após sofrer um acidente doméstico, em casa. O médico realizou, em 1970, o primeiro transplante de coração no Distrito Federal.
Mineiro de Novo Cruzeiro, André Esteves chegou a Brasília em 1963. Trabalhou no Hospital de Base, onde foi chefe da Unidade de Cirurgia Cardiovascular, e foi professor na Universidade de Brasília (UnB).
Graduado em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais, o cardiologista fez residência em Cirurgia Cardiovascular na Universidade de Illinois (EUA), na Universidade de Minnesota (EUA) e na Universidade de Guadalaraja (México). Foi cirurgião visitante da Cleveland Clinic (EUA) e no Hospital La Pitie Salpetriére (França).
O médico deixa quatro filhos e a mulher Neuza Esteves. Um dos filhos seguiu a carreira do pai e também é cardiologista: Leonardo Esteves. Ainda não há informações sobre o velório.
Veja um vídeo gravado pelo médico em 2016, postado pela Academia de Medicina de Brasília: 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.