STF tenta intimar filho de Bolsonaro há 23 dias por ameaçar jornalista

O deputado federal Eduardo Bolsonaro foi denunciado em abril pela Procuradoria-Geral da República
REPRODUÇÃO/FACEBOOK
O Supremo Tribunal Federal (STF) tenta há 23 dias intimar o deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidenciável Jair Bolsonaro. Um oficial de Justiça tem ido diariamente ao gabinete dele em Brasília, mas não consegue localizá-lo. O parlamentar foi denunciado em abril pela Procuradoria-Geral da República por ameaçar uma jornalista com quem teria tido um relacionamento.
As informações foram publicadas na Coluna do Estadão desta sexta-feira(26/10). De acordo com a reportagem, ele enviou várias mensagens pelo Telegram à moça dizendo que ela “se arrependeria de ter nascido” e ele iria “acabar com a vida dela”. O relator no STF é o ministro Roberto Barroso.
À época, o deputado divulgou vídeo de oito minutos desqualificando a jornalista, acusou-a de ser mitomaníaca e de inventar histórias envolvendo outras pessoas. Procurado pela reportagem, Eduardo Bolsonaro não ligou de volta.
Segundo o Supremo, a chefe de gabinete de Eduardo Bolsonaro disse que ele atenderia o oficial de justiça depois de 22 de outubro, no entanto, nada aconteceu até o momento. O parlamentar foi reeleito com a maior votação de um deputado federal na história.
Os registros da Câmara dos Deputados mostram que Eduardo Bolsonaro marcou presença em sessões do plenário em 9 e 16 de outubro.
O deputado causou recentemente uma polêmica com o STF, quando disse que seria fácil fechar a Corte. Os vídeos motivaram uma reação em massa dos ministros do Supremo, que chegaram a chamá-lo de golpista.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.