Várzea-grandense concorre ao Miss das Américas, na Colômbia

Em outubro, desbancou outras 48 meninas, sendo coroada no Miss Brasil Beleza Negra Juvenil
Com apenas 11 anos, a várzea-grandense Isadora Pardal segue para um concurso de beleza internacional, o Miss das Américas, que será realizado em março de 2019 em Cartagena das Índias, na Colômbia. Este é o próximo passo depois de ter sido coroada Miss Brasil Beleza Negra Juvenil na edição deste ano do Miss Beleza Fashion Brasil 2018, desbancando outras 48 meninas.
Adentrando o universo das passarelas há pouco mais de um ano e meio, as oportunidades têm se multiplicado e a cada dia ela tem investido mais na carreira. Além de ingressar na escola de teatro do ator e diretor André D´Lucca, o Espaço Incasa, participou de workshops de TV. Rapidamente chamou a atenção de Bia de Oliveira, coach de elenco de Minas Gerais que também é diretora de teatro, TV e cinema e que inclusive, já revelou talentos da Rede Globo.
Por meio da agência de Bia Oliveira, que já integra casting, fez workshops em Goiânia, também foi para o Rio de Janeiro e no começo de 2019 irá para São Paulo participar de um intensivo de férias. Estes cursos são todos ministrados por diretores de grandes emissoras, como SBT e Record.
Profissionais do ramo da moda, de Mato Grosso, como o coordenador do Miss Beleza Fashion Mato Grosso, Muryllo Lorenzoni, acreditam que ela tem potencial para levar o Internacional, além de dizer que Isadora se parece muito com a Miss Brasil 2016, Raissa Santana.
Adicionar legenda
Adicionar legenda
Adicionar legenda
“A Isadora é uma menina de muita atitude, tanto na passarela quanto na vida cotidiana e na relação com os demais. Se orgulha muito de ter as características que tem. Ela entendeu esta quebra de padrões e a diversidade, de que ser bela não é obedecer um padrão é estar bem com ela mesma, se aceitar e valorizar o que se tem de melhor”.
Quanto aos planos para o futuro, Isadora declara: “Quero trabalhar em uma grande emissora. Mas entendo que preciso me firmar e me destacar primeiro na minha região”, sonha a pequena miss.
Em Cuiabá, sob supervisão de André D´Lucca, fez três cursos de cênica, entre os meses de agosto e outubro, onde rendeu as apresentações: “O Relatório Figueiredo”, “Chapeuzinho Vermelho é de VG, Vovó do CPA e Lobo Mau anda de moto” e “O Trono de Ferro”.
                                                                      (olivre com Assessoria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.