Corpo de jovem engolida por bueiro durante chuva em MG é encontrado

Anna Luíza Fernandes de Paiva caiu em um buraco ao desembarcar de um carro durante o alagamento na Avenida Doutor Álvaro Camargos
(Estado de Minas)
Ao desembarcar do carro no meio do alagamento, a jovem acabou caindo em um buraco(foto: Reprodução/Instagram )
O corpo da jovem Anna Luísa Fernandes de Paiva, de 16 anos, desaparecida depois do temporal da noite desta quinta-feira foi encontrado no início da tarde de hoje, sexta-feira, no leito do Córrego Vilarinho, na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte. A informação é do Corpo de Bombeiros.
Segundo o tenente Pedro Aihara, da assessoria de comunicação dos bombeiros, o carro dirigido pelo namorado de Anna parou no momento em que atingiu o buraco aberto pela tampa do bueiro na Avenida Álvaro Camargos, por volta das 19h. Ele saiu por um lado do veículo e a jovem por outro. Como a água tinha coberto todo o asfalto, ela não viu o buraco e acabou sugada para dentro da galeria que passa sob a avenida. 
Uma guarnição dos bombeiros que seguia para o resgate de pessoas na Avenida Vilarinho passou no momento do fato e foi alertada pela população da ocorrência com Anna Luísa. Um militar ainda tentou puxar a jovem, mas ela desapareceu depois que foi tragada pelo buraco. 
As buscas foram retomadas na manhã desta sexta-feira. Os militares aproveitaram que a água baixou o nível para entrar nas galerias. Uma aeronave e drones também foram usados. Às 13h34, o Corpo de Bombeiros informou que o corpo de Anna Luísa foi achado na Rua Gaivotas, número 845, no Bairro Xodó Marize, a 4 quilômetros do local onde ela foi arrastada.
O tenente Pedro Aihara esteve no local do resgate e deu mais detalhes da operação. Cinquenta militares foram empenhados nas buscas, que duraram aproximadamente 20 horas. O corpo da estudante foi encontrado com a ajuda de um drone. “Basicamente, o que a gente fez foi pegar o ponto onde a vítima sumiu, a gente pegou o mapa de galerias para ver onde essa galeria desembocaria, que era aqui no Córrego Vilarinho. A partir disso, pelo volume de água e pela velocidade fizemos uma estimativa”, detalhou o militar, da sala de imprensa do Corpo de Bombeiros. 
“A gente sabia que era mais provável por esse cálculo que a vítima estivesse aqui neste córrego, e iniciamos um trabalho de busca direcionada com apoio aéreo, as aeronaves fazendo a varredura também com drone e equipes percorrendo por terra. Em um desses momentos, o drone fazendo a identificação de alguns pontos detectou uma situação diferente na sua varredura, uma equipe de terra foi até o local e confirmou que se tratava realmente da adolescente que estava desaparecida”, informou o militar. 
Corpo de Anna Luísa foi encontrado em trecho de córrego no Bairro Xodó Marize, a 4 quilômetros do local do acidente(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Segundo ele, o corpo percorreu cerca de 4 quilômetros passando pelo interior das galerias até ser encontrado às margens do Córrego Vilarinho, tendo em vista o volume e a força das águas da chuva de ontem. O resgate atraiu muitos curiosos e o corpo da jovem foi coberto por um pano. Ele estava em uma parte alta em relação ao leito do córrego, o que evidencia a quantidade de água no local na noite de quinta-feira. O corpo de Anna Luísa será levado para o Instituto Médico Legal (IML). A jovem era filha única. O tenente Aihara foi até a casa da família para comunicar aos pais o encontro.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.