Haddad vira réu por corrupção em processo derivado da Lava Jato

Justiça aceita denúncia do Ministério Público de SP baseada em delação do empresário Ricardo Pessoa, da UTC, que teria pago dívida de campanha do petista
O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) (Paulo Whitaker/Reuters)
O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), segundo colocado na eleição presidencial deste ano, virou réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em ação judicial que apura se ele recebeu repasses da empreiteira UTC Engenhariaentre maio e junho de 2013 para pagamento de dívidas de sua campanha à prefeitura paulistana em 2012.
A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público de São Paulo e aceita nesta segunda-feira, 19, pela Justiça. O valor envolvido nos repasses chegaria a R$ 2,6 milhões. Haddad nega a acusação e afirma que a UTC teve interesses contrariados durante sua gestão.
A acusação foi apresentada pelo promotor Marcelo Mendroni com base em depoimento do empresário Ricardo Pessoa, presidente da UTC, em delação premiada na Operação Lava Jato e foi aceita pelo juiz Leonardo Barreiros, da 5ª Vara Criminal da Barra Funda.
“As declarações de Ricardo Pessoa já foram rejeitadas em diversos casos no STF pelas falhas e contradições, e acreditamos que a Justiça paulista levará isso em consideração”, afirmou em manifestação anterior o advogado do ex-prefeito, Pierpaolo Bottini.
(Veja com Estadão Conteúdo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.