Para 75,9% dos brasilienses, situação vai melhorar com o início do governo Ibaneis

Ibaneis Rocha caiu nas praças do povo de Brasília e venceu a eleição com folga.
O governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, têm uma grande missão a partir do dia 1º de janeiro para corresponder à expectativa da população que o elegeu.
Levantamento realizado pela Exata Opinião Pública mostra que 75,9% dos brasilienses esperam melhora significativa da situação do Distrito Federal com o início do governo Ibaneis Rocha. Para 14,2% a situação deve permanecer igual e apenas 5% acreditam em piora. Outros 5% não souberam responder.
Entre os moradores com mais de 60 anos, e que viram Brasília em seus melhores dias, o grau de otimismo é maior e chega a 83%. Entretanto, em nenhuma faixa etária a expectativa de melhora fica abaixo de 70% das pessoas.
Vida pessoal
A vida pessoal também deve melhorar para 63,9% dos entrevistados. Para 28,5%, a situação vai permanecer a mesma e 3,5% veem a possibilidade de piora. Há ainda 4,1% que não souberam responder.
Coincidentemente, a expectativa de melhora na vida pessoal também é maior entre os moradores com mais de 60 anos: 68%.
Principais áreas de preocupação
Perguntados sobre as áreas que merecem maior atenção do governador, assim que assumir, 59,2% citaram a Saúde, seguida de Educação (15,3%), Segurança (13,3%), Geração de Empregos (8,4%), Mobilidade (2,5%) e obras viárias (0,9%).
Confiança e atos
A confiança na pessoa do governador também está em alta e 25,3% afirmam confiar plenamente em Ibaneis. Há ainda 37,6% que disseram confiar parcialmente no futuro governador. Para 25,7% dos entrevistados ainda é cedo demais para avaliar e 10,4% dizem não confiar em Ibaneis.
Para 31,9% dos brasilienses os atos anunciados pelo governador eleito estão totalmente no rumo certo. Para 44%, as medidas anunciadas estão parcialmente certas e só 1,7% afirmam que o governador está no rumo errado.
A Exata Opinião Pública ouviu 1.528 pessoas em todo o Distrito Federal entre os dias 8 e 10 de novembro. A margem de erro é de 3% para mais ou menos e o grau de confiança é de 95%.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.