CEARÁ - Após ataque a banco, prefeito fecha comércio e escolas em Milagres

Veículos do Aeroporto de Juazeiro seguiam pela BR-116 quando foram abordados pelo grupo. Suspeitos bloquearam a rodovia e atacaram carros
Fabíola Perez, do R7
Fachada de uma das agências atacadas por suspeitos em Milagres, no CE Reprodução/Facebook
Após um ataque a duas agências bancárias na cidade de Milagres, no interior do Ceará, o prefeito Lielson Landin lançou, nesta sexta-feira (7), um decreto determinando o fechamento de todos os estabelecimentos comerciais e escolas do município. 
Localizada a 487 km da capital Fortaleza, a cidade vivencia, segundo o prefeito, um clima de medo depois de 12 pessoas terem morrido em uma troca de tiros entre policiais militares e suspeitos. O crime ocorreu na madrugada desta sexta-feira, por volta das 2h.
Cerca de 20 homens, fortemente armados, tentaram invadir duas agências bancárias, mas foram surpreendidos por policiais militares. "Tomamos a medida de fechar os estabelecimentos comerciais e as escolas por medida de segurança porque os suspeitos estão soltos. Toda a população está em casa", disse o prefeito. "Estamos aguardando a investigação e a abordagem da polícia."
As famílias, segundo o prefeito, vinham do Aeroporto de Juzeiro, a 48 km da cidade de Milagres, e tinham como destino o município de Brejo Santo, também no Ceará, e Serra Talhada, em Pernambuco. Os suspeitos bloquearam a rodovia e utilizaram diversos veículos como escudo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.