Polícia apura se estudante morta após ‘dispensar’ o ex sofreu estupro coletivo

Luana tinha 16 anos e foi encontrada morta em Apiaí, SP (Crédito: Arquivo Pessoal)
A Polícia Civil investiga se a estudante Luana Maciel dos Santos, de 16 anos, foi vítima de estupro coletivo antes de ser morta a facadas em Apiaí, no interior de São Paulo. O principal suspeito dos crimes é o ex-namorado dela, o pedreiro Josemar de Paula Siqueira, de 33 anos, que está preso. Dois comparsas dele ainda não foram identificados. As informações são do G1.
O homicídio ocorreu na residência da irmã da vítima. A jovem foi encontrada seminua na cama, com perfurações na região do pescoço, já sem vida. Havia sangue espalhado pela cozinha e outros cômodos do imóvel, indicando luta corporal. Toda a casa foi periciada.
Um laudo do Instituto Médico Legal atestou que Luana foi vítima de estupro anal. O inquérito deve ser finalizado ainda nesta segunda-feira 3, para ser remetido ao Ministério Público.
Antes do crime, a vítima estava com um rapaz em um bar quando foi vista pelo ex-namorado. Conforme apurado pela polícia, Luana e Josemar chegaram a se falar, mas não foram embora juntos. A jovem voltou para a casa da irmã, onde estava vivendo desde quando se separou do pedreiro. Foi a própria irmã da estudante quem encontrou o corpo dela ao voltar para casa.
Policiais militares que atenderam a ocorrência foram informados por testemunhas de que o ex-namorado da adolescente foi visto com a vítima antes de ela ser encontrada morta.(ISTOÉ)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.