Evapora de dentro do INSS o processo de anistia de Lula

A ministra Damares Alves disse, há poucos dias, que o “dedo” perdido num acidente sofrido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, teria sido a razão alegada para pedir a revisão da indenização como anistiado político.
O pedido teria sido protocolado em 2003, logo após Lula assumir a Presidência da República.
De acordo com fontes do Ministério, a declaração da ministra baseou-se em relatos que ouviu da Comissão de Anistia.
Ato contínuo, a assessoria de Lula negou peremptoriamente que o ex-presidente tivesse citado o tal acidente como razão para a revisão de seu processo de anistiado.
Diante da situação, nada mais justo que se verificar o que consta no processo.
A surpresa: o processo de Lula sumiu, evaporou...
Um absurdo!
É preciso acelerar a despetização do governo.
(jornaldacidadeonline)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.