SÃO PAULO URGENTE - Adolescentes invadem escola e matam 5 crianças e funcionário em São Paulo

(Reprodução/TV Globo)
Atiradores se mataram após invadir a escola em Suzano
Cinco crianças morreram após serem baleadas dentro de uma escola em São Paulo na manhã desta quarta-feira (13). Segundo informações da polícia, os disparos foram na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, Grande São Paulo. O ataque aconteceu por volta das 9h, quando acontece o intervalo das aulas.
O número de mortos foi confirmado pela Polícia Militar de SP à TV Record. Um funcionário da escola também foi atingido pelos disparos. Testemunhas ouviram pelo menos 30 tiros dentro da instituição, segundo a emissora.
Ainda de acordo com informações da TV Record, dois adolescentes invadiram a escola armados e atiraram contra as crianças. Depois, os dois se mataram. Além de armas, os suspeitos, que usavam o uniforme da escola, também estariam com armas brancas no momento do ataque.
"Eles não diziam nada, estavam apenas atirando. Eu saí correndo para dentro do banheiro", contou uma testemunha
Ainda não há informações sobre o que motivou o crime. A polícia encontrou dentro da escola um arco e flecha e garrafas que aparentam ser coquetéis molotov. Há ainda uma mala com fios, e o esquadrão antibombas foi chamado.
Há uma movimentação intensa na porta da instituição. Seis unidades de resgate dos Corpo de Bombeiros, três do Samu, dois de suporte avançado e dois helicópteros Águia (Polícia Militar) estão no local.
Polícia
Antes do ataque na escola, a polícia foi chamada para outra ocorrência com arma de fogo, perto dali, segundo o G1. "Mas ainda não podemos precisar se os casos estão relacionados. Policiais estavam indo para esse primeiro chamado e ouviram gritos das crianças. Foram então até a escola, onde os dois criminosos acabaram se matando", disse ela.
Feridos
Segundo informações da Folha de S. Paulo, outras nove pessoas ficaram feridas após o ataque. Os feridos em estado grave foram levados para o Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, cidade vizinha. 
À Folha de S. Paulo, um vizinho da escola contou que viu uma movimentação estranha na escola. "Moro ao lado, vi um tumulto e fui para lá. Cheguei e estava um tumulto, várias crianças saindo correndo ensanguentadas. Um desespero, professor, funcionário, todos correndo", afirmou. 
"A gente deu água. As crianças estavam muito abaladas", contou um jovem que é vizinho à escola, em entrevista à Globo News. 
A escola tem 358 alunos da segunda etapa do fundamental (6º ao 9º ano) e 693 estudantes do ensino médio.
O governador de São Paulo, João Dória, informou pelo Twitter que está a caminho da escola em Suzano.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.