VIOLÊNCIA SE LIMITES: Polícia prende mais um suspeito de tentar matar fisioterapeuta

Vítima recebeu 69 facadas e foi jogada na BR-324, a mando do namorado
Foi preso nesta quinta-feira (14) pela Polícia Civil o segundo suspeito de participar da tentativa de assassinato da fisioterapeuta Isabela Oliveira Conde, 36 anos. Adriano Santos de Jesus, 29 anos, estava caminhando no Alto do Saldanha, localidade Brotas onde mora, quando foi surpreendido pelos policiais. A vítima recebeu 69 golpes de faca, dentro do próprio carro, no dia 28 de fevereiro.
Segundo a titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam/ Periperi), Simone Moutinho, pouco antes de ser agredida Isabela ligou para uma amiga e a ligação ficou gravada. No áudio é possível ouvir a voz de Adriano ao fundo.
Isabela e Fábio (Foto: Acervo pessoal)
“Ele negou participação no crime, mas confirmou que a voz na gravação é dele. Ele fez a confirmação porque achou que a gravação tinha sido feita em uma mercearia, em outro momento. Ele não sabia que a gravação que a gente estava mostrando foi feita no local do crime, minutos antes do fato”, contou a delegada.
Adriano permanece negando participação, mas a polícia tem certeza de que ele é era um dos dois homens contratados pelo namorado da vítima, Fábio Barbosa Vieira, 37, para cometer o crime. Isabela estava em um carro com o companheiro e os dois criminosos quando foi agredida. O outro homem foi identificado como Alex Pereira dos Santos, 26 anos. Ele está foragido.
Alex está foragido (Foto: Divulgação)
A delegada contou que Alex também mora no Alto do Saldanha, mas que fugiu depois que soube que a vítima sobreviveu ao ataque. Ele tem passagem policial por assalto a ônibus e está com mandado de prisão em aberto pela tentativa de feminicídio contra a fisioterapeuta.
Já Adriano tem registro na delegacia de Itapuã por tráfico de droga e estava com mandado de prisão temporária, que foi cumprido nesta quarta-feira. Ele segue na carceragem da Deam.
Quem tiver informações sobre o paradeiro de Alex ou que possam ajudar a polícia pode entrar em contato diretamente com a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam/ Periperi), através do (71) 3117-8205/ 8206/ 8203. O sigilo é garantido.
Tentativa de feminicídio
O crime aconteceu no início da noite do dia 28 de fevereiro, uma quinta-feira. Fábio foi pegar Isabela no trabalho, como já havia feito em outros momentos, e quando a vítima entrou no carro, percebeu que Adriano e Alex também estavam no veículo.
Durante o trajeto, ela foi dominada e esfaqueada com 69 golpes. A tortura terminou apenas quando Isabela se fingiu de morta. Ela foi jogada em uma ribanceira, na BR-324, socorrida por pessoas que passavam pela região e levada para o Hospital do Subúrbio. Fábio foi preso no mesmo dia, quando esteve na unidade de saúde.
Ele contou para a polícia que Adriano trabalhou como servente de pedreiro em uma obra na casa dele e que pagou R$ 500 para ele e mais R$ 500 para Alex cometer o crime. O casal começou a namorar em 2017 e tinham brigas constantes por conta do ciúmes de Fábio.
Em entrevista ao CORREIO, Isabela afirmou não ter dúvida de que o namorado já tinha intenção de matá-la há tempos. “Ele já planejava minha morte. Dias antes, um rapaz entregou a ele R$ 500 referente ao aluguel de um dos meus imóveis. Perguntei sobre o dinheiro, ele negou que tivesse recebido. Acredito que ele pegou o valor para juntar para pagar aos caras para me matarem”, declarou a fisioterapeuta, mãe de uma adolescente de 16 anos e funcionária de um hospital privado na cidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.