A nomeação da ex-mulher de Gilmar, as estranhas “coincidências” e a incoincidência

Samantha Ribeiro Meyer é ex-mulher do ministro Gilmar Mendes, mas, pelo visto, eterna ‘protegida’.
A advogada quando nomeada como Conselheira de Itaipu, para ganhar a bagatela de R$ 27 mil mensais, declarou que sua nomeação era eminentemente técnica.
Mesmo admitindo que esta senhora tenha as qualificações técnicas necessárias para a função, as coincidências que se sucederam são de ‘saltar os olhos’, lembra o jornalista Claudio Dantas, do site O Antagonista.
O fato é que Samantha chegou ao cargo pelas mãos do então ministro de Minas e Energia Fernando Bezerra Filho, que é filho do senador Fernando Bezerra.
Primeira coincidência: O senador teve sua denúncia na Lava Jato arquivada pela Segunda Turma, com votos de Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski.
Segunda coincidência: Como relator da MP 870 coube a Fernando Bezerra acolher a emenda que restringe os poderes dos auditores da Receita Federal, justamente após o vazamento de eventuais estripulias de Gilmar e sua atual esposa, dona Guiomar.
Haja coincidência!
Incoincidência: Samantha acaba de ser demitida pelo presidente Jair Bolsonaro, certamente por falta de 'qualificação técnica'. (jco)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.