Blogueira abandona dieta e diz estar mais feliz “cheia de curvas”

Ela diz que ser magra ou perder peso não ajuda a pessoa a se sentir melhor
A blogueira australiana Kate Writer começou a ser um sucesso no Instagram quando mostrou os resultados de uma dieta feita em 2014, em que perdeu 44 kg. Em 2019, ela decidiu abandonar o regime e se diz mais feliz do que nunca por recuperar os quilos perdidos.
Reprodução/Instagram/@dedikated_lifestyle
Kate destaca que se sente melhor agora que abandonou a dieta. "Ser magro não é a cura para a má imagem corporal"
Kate divulgou uma montagem de fotos no Instagram: em uma delas, a australiana aparece magra, vivendo ainda na dieta , durante o ano de 2014. Na outra, ela está em 2019, com seus quilinhos a mais após sair das restrições.
Na legenda da imagem, ela escreveu um texto garantindo que prefere ser “cheia de curvas” do que ficar contando calorias o tempo todo. A mulher também conta que está feliz em não ter ideia do quanto pesa agora.
A intenção de Kate com a publicação é evidenciar que, nem sempre, emagrecer vai te fazer sentir melhor consigo mesmo. A imagem corporal, como ela diz, depende de outros fatores além do manequim menor.
“Perder peso não é a cura para a má imagem corporal. Quando eu estava presa na mentalidade da dieta, eu ficava pensando que quanto mais magra eu fosse, mais feliz ficaria. Que quanto menor esse número na balança, mais digna eu seria”, inicia a blogueira. 
Kate admitiu que quanto mais conseguia emagrecer , mais defeitos em si mesma ela notava. “Não importa o quê, nunca foi o suficiente. Eu sempre encontraria algo para melhorar, consertar”, confessa.
Ser mais magra te faz se sentir mais bonita?Reprodução/Instagram/@dedikated_lifestyle
Kate Writer estava acima do peso em 2012, emagreceu em 2014 e agora, em 2019, decidiu abandonar a dieta
Ela afirma ainda que alterar a estética não interfere na imagem que a pessoa tem dela mesma. “Mudar o seu corpo não melhora magicamente a sua imagem corporal, na verdade, para mim, tornou [a imagem] muito pior”, complementa.
Segundo a blogueira, a situação ficou insustentável com o tempo, até que ela percebeu que seu valor não deveria ser ditado pela aparência ou pelo peso. “Eu era capaz de me importar menos com o meu corpo, e focar mais sobre quem eu era e as coisas que realmente importam na minha vida”, acrescenta a australiana.
Atualmente, Kate se dedica a motivar e melhorar a autoestima de seus mais de 131 mil seguidores. “Ser magro ou perder peso não é a cura para a má imagem corporal”, finaliza ela.
A publicação da mulher teve mais de 8.800 curtidas, e os internautas manifestaram apoio nos comentários. Alguns destacaram que investem em dieta para se sentirem melhores, mas isso, de fato, não ajuda.
“Você é uma pessoa incrível para seguir! Eu me vejo obcecada com quem eu costumava ser, então você me ajuda a sair disso e perceber que estou mais feliz agora. Obrigada por ser você”, diz um. “Eu amo como você está agora”, elogia outro.
Fonte: Delas - iG 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.