Emasa participou de mais uma ação ambiental

Dando sequência ao programa de recuperação das Matas Ciliares entre as nascentes dos rios, córregos e afluentes do Rio Cachoeira, a Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) participou de mais uma ação ambiental envolvendo o Tiro de Guerra 007-Itabuna, e em parceria com as Universidades – UFSB, Unime, FTC e Uesc -, Caixa, FICC, Ceplac, Maçonaria, LIONS, ROTARY, Barry Callebaut, e prefeitura de Itabuna, contando com estudantes e moradores de Ferradas.
A ação do projeto “Salve o Rio Cachoeira” ocorreu no bairro Ferradas. Enquanto uns providenciavam o mutirão da limpeza, outros faziam a plantação das mudas de árvores que, ajudam na despoluição do ar, atrair aves e animais, além de evitar a erosão do rio e o assoreamento. Moradores do bairro disseram estar felizes por ver a Emasa e parceiros trabalhando para a recuperação e preservação do meio ambiente.
Vale ressaltar que em 2018 foram realizadas quatro ações deste tipo em locais degradados do município e este ano foram intensificadas, sendo esta à terceira ação do projeto. A professora e ambientalista Valerrie Nicollier, da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), e outros ambientalistas envolvidos nestas ações, lembram que o Rio Cachoeira, é um filho de Itabuna, que vem sendo maltratado a mais de 40 anos, quando era límpido sem poluição aparente, porém, as práticas humanas não recomendadas, vem ano a ano, tornando o rio muito poluído, e que lutar pela sua recuperação é uma obrigação de todos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.